quarta-feira, 9 de julho de 2014

Dias 11 e 12 de Julho, sexta e sábado, o Teatro Ipanema apresenta o show “Tru & Tro com sua Corja em: Desfrute ou Frite”. Os artistas e alienígenas Arthur Braganti e Letícia Novaes recebem os músicos, performers, manicures e biógrafos Lôu Caldeira, Paulo Dantas e Thiago Vivas num show que é um lança-chamas de delírios de romance e demolição, a casa da acolhida dos inadequados, um lance de gozo. Desfrute ou frite.

"Tru & Tro com sua Corja em: Desfrute ou Frite" é um acontecimento cênico-musical que nasce justamente da vontade de cruzamento de propostas expressivas. Usando a música como fio condutor, ergue-se um espetáculo onde o teatro, a prosa, a poesia, o manifesto, o situacionismo, a enunciação despudorada de signos visuais quaisquer, o acidente, o erro, estão em estado de atravessamento mútuo (em forma latente ou explícita). 

Num espetáculo onde a improvisação permanece em alerta, o script é seguido como algo que norteia, mas a cada apresentação, a interação com fatores contigenciais pode afetar ou transformar o percurso até o lugar onde se deseja chegar com a cena. O espetáculo, surgido no fim de 2013, no Teatro Glaucio Gil em Copacabana, foi apresentado ainda no Rio de Janeiro, nos primeiros meses de 2014, no Teatro Oi Futuro de Ipanema, Centro Cultural Reduto (de Marco Nanini e Fernando Libonati), foi atração principal no Hotel Absolut (evento da vodka ABSOLUT) na Joatinga, e cumpriu uma bem-sucedida temporada de 6 semanas no Teatro Café Pequeno no Leblon a convite da ocupação Câmbio. A temporada, contou com partipações absolutamente diversas como Jerry Adriani, Lucas Vasconcellos, as cantoras Ana Claudia Lomelino (da banda Tono) e Luana Carvalho. 

SOBRE O SHOW

Em 2011, a atriz e cantora da banda Letuce, Letícia Novaes, junto ao seu amigo músico e cineasta, Arthur Braganti, iniciaram um processo caseiro de investigação teatral e musical, em cima do erro, da falha, do fracasso, do equívoco, e por quê não dizer, como gesto estético e também político. Como resultado desses encontros, surgiu o texto da peça: "Vedetty saúda o povo brasileiro e pede passagem", uma saga de uma cantora fracassada que transcorria no seu último dia de vida em cima de um palco. Sem consciência da falência da sua carreira artística, Vedetty delirava sobre uma trajetória que ela vislumbrou, mas não alcançou. Percebeu-se durante esse processo que a ausência do sucesso (uma resposta qualquer de um público) aciona a chave do delírio e que esse campo é de extrema liberdade criativa. O texto da peça era permeado por canções, como num show imaginário/real, executadas de maneira frágil, errática, à beira do colapso.

Arthur e Letícia foram chamados pela CIA de Teatro Inominável (RJ) para realizar alguma performance na abertura da ocupação da CIA no Teatro Glaucio Gil. Devido ao curto espaço de tempo para criar esse número, o texto "Vedetty saúda o povo brasileiro e pede passagem" apareceu como material urgente e ideal dentro do que buscava-se experimentar naquele momento. O desdobramento disso foi o show Desfrute ou Frite, com Tru & Tro com sua Corja, onde o desejo de fugir da rigidez habitual de uma apresentação de música, foi a mola propulsora de criação. 
 Com repertório autoral e reinvenções de outras canções, nacionais e internacionais, o show cria uma dramaturgia que lança mão do texto falado, do gesto, da presentificação do corpo, da luz, da coreografia, como criadores de sentidos. 
Para tal empreitada, foram convidados artistas que não têm a música como único e principal meio de expressão, como o artista plástico, performer e agitador cultural, Lôu Caldeira, o ator, cantor e videomaker Paulo Dantas, e o músico, economista e filósofo Thiago Vivas.

Nesse drama, a figura da noiva, representada por Letícia Novaes, é trazida em estado lívido ao palco e inicia uma saga do amor ora neurótico, ora romântico; desastroso, descontrolado, místico.  A ruína de um amor, a falência eminente de um sistema econômico, o colapso de uma opção única e tirana de linguagem: a saga de Tru, Tro e sua corja, de maneira menos ou mais direta, desempenha essa caminhada. Reinvenções de "Take My Breath Away", e "Sabiá", convivem com novas canções, de autoria do grupo.

SERVIÇO
Data: 11 e 12 de Julho
Horário: sexta e sábado, às 20h
Local: Teatro Ipanema (Rua Prudente de Morais, 824 – Ipanema, Rio de Janeiro)
Tel.: 2267-3750
Preço: R$40,00
Capacidade: 222 lugares
Classificação etária: Livre
Duração do espetáculo: 80 minutos
Bilheteria: de quarta a domingo, das 14h até a hora do show

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário

Lançamento

Lançamento
Escrito por Teresa Montero, biógrafa de Clarice Lispector, com orelha por Sergio Fonta e depoimentos de inúmeros artistas, como Malu Mader e Tony Ramos, Wal Schneider e sua equipe lançam o livro que marca os 10 anos de No Palco da Vida.

Lançamento

Lançamento
A obra trata-se de uma antologia poética que reúne 91 poetas de diversos países que falam o idioma português, como Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e Portugal, além do Brasil. O livro conta ainda com a quarta capa de Pepetela, o maior escritor de África.

Lançamento

As mais lidas

Super Click

Super Click
crédito: Lia Amorelli

Google+ Nossos Seguidores

Twitter